ConheçaOProjetoParaLerEscritoras

Capítulo 1 •
Como o projeto surgiu

O Para Ler Escritoras surgiu de, digamos, uma combinação de acontecimentos. O primeiro deles foi o fato de a Gabriela Antonia Rosa, a idealizadora do projeto e da Escrevo, ter ganhado um concurso literário voltado apenas para mulheres. Isso lá no começo de 2017, com um conto desenvolvido em uma oficina com a Natalia Borges Polesso (essa mesma, autora do Amora e do Recortes para álbum de fotografia sem gente, vencedora do Jabuti e da simpatia de todo mundo que a conhece ♥). Com o prêmio de 1º lugar em mãos (eram 1000 dinheiros!), a Gabi decidiu investir na compra de livros escritos por autoras.

Do começo dessa biblioteca, veio o segundo acontecimento: o surgimento do Elas por Ela, um blog destinado à tradução e resenha de textos por elas. Quando a Escrevo começou, no final de 2017 (e sobre essa história você pode ler aqui), alguns projetos já foram se delineando, mas o Para Ler Escritoras só começou mesmo em fevereiro de 2018, depois do terceiro acontecimento. Pensando em como poderia divulgar os textos escritos por mulheres de forma mais efetiva, de um dia pro outro a Gabriela divulgou a ideia dos textos por email nas redes sociais: a adesão ao projeto foi tão rápida que na primeira semana já eram mais de 1000 inscritos na newsletter.

Ao perceber o tamanho da responsabilidade, a Gabi pediu o apoio, justamente, de quem a tinha ajudado com o texto vencedor do concurso: Natália. Quase no mesmo momento, as duas também uniram forças com a Nanni Rios, idealizadora da Aldeia e da Livraria Baleia, ambas com sede em Porto Alegre. Hoje, as três amigas são responsáveis pela curadoria dos textos que são enviados para os mais de dez mil inscritos.

Capítulo 2 •
Como funciona o projeto

Provavelmente a coisa mais simples do projeto é o seu modo de funcionamento. Quando alguém cadastra o email no formulário que tem aqui no site ou na lista de comentários que fica no instagram, essa pessoa passa a receber um texto de uma autora por semana, sempre aos domingos. Escolhemos o domingo porque geralmente é um dia mais calmo, em que as pessoas conseguem parar pra efetivamente ler o texto, fora que lembra o antigo hábito que as pessoas tinham de ler o jornal aos domingos, sempre a edição mais importante da semana.

A parte complicada mesmo é selecionar o textos. No começo fomos pedindo para as amigas, escritoras conhecidas, mulheres que admirávamos. Depois que o projeto se solidificou, começamos a ampliar o espectro de autoras e realmente começamos a fazer aquilo a que o projeto se propunha: divulgar novas autoras. Então, abrimos uma página de inscrição, que pode ser preenchido por qualquer autora.

Capítulo 3 •
Como enviar o seu texto

Se você deseja enviar um texto seu para o Para Ler Escritoras (pode ser trecho de romance, um conjunto de poemas ou um conto), é só preencher esse formulário. Como recebemos uma quantidade grande de textos (lembre: nós somos apenas três), demoramos algum tempo para ler aquilo que chega. Se seu texto for selecionado para o envio, vamos te avisar, não se preocupe! Enquanto isso, se você quiser ler todos os textos que já foram enviados pelo projeto, você pode passar algumas horas no nosso arquivo.

Quer fazer começar a receber os textos? Faça seu cadastro aqui.

#PLE NA MÍDIA

O que já disseram sobre o projeto

Pedro Collere, 55 | Vila Izabel
Curitiba – PR – CEP: 80320-320
+55 41 3077-1604
oi@escrevo.etc.br

As colagens utilizadas no site são da artista Eugenia Loli.

Pedro Collere, 55 | Vila Izabel
Curitiba – PR – CEP: 80320-320
+55 41 3077-1604
oi@escrevo.etc.br

As colagens utilizadas no site são da artista Eugenia Loli.