OFICINA

Memória e Reescritura

com Amara Moira

oficina-de-escrita-amara-moira
Início
15 de setembro
Horário
14 às 18H
Duração
4 horas
dia da semana
SÁBADO

Capítulo 1 • 
Não existem histórias ruins

Escrevendo sobre si

A folha de papel com seu olhão grandão pra cima de quem ouse querer escrever, de quem ouse querer costurar frase a frase uma, sua ou de quem quer que seja, história no papel. As palavras que lá vão surgindo, se é que vão surgir palavras, serão mesmo as ideais? Quantas vezes rasgar folha atrás de folha e retornar à estaca zero, o olhão do papel voltando branco a nos lançar desafio?

A vantagem de quem escreve de si, de quem faz das próprias mazelas ponto de partida, é que um enredo possível está de certa forma pronto, faltando só encontrar palavras que o contem, que justifiquem sua leitura. E não existe história ruim, todas no pioríssimo dos casos matéria prima excelente pra futuros textos. Quer ir atrás dessas palavras, buscá-las, criá-las quando ainda não existam? Eis a proposta da oficina, propor maneiras concretas de sair da estaca zero partindo da escrita de si, nossos dramas e dores, o mundo que só nós vemos, e aí aprender a conviver com rasura, reescrita, livre associação, os caminhos absurdos todos que nos surgirem nessa selva selvagem de palavras.

oficina-de-escritaAmara Moira | A escrevente

Amara Moira é travesti, feminista, doutora em Teoria e Crítica Literária pela UNICAMP, com tese sobre as indeterminações de sentido no “Ulysses” de James Joyce, e tem interesses literários múltiplos, que abarcam desde a literatura ibérica medieval (sobretudo as cantigas de escárnio e maldizer, suas favoritas) até a poesia contemporânea, passando por literatura dita erótica e obscena, estudos da tradução, obras de autoria feminina e autobiografias trans. Além disso, é autora do livro autobiográfico “E se eu fosse puta” (hoo editora, 2016), onde aborda suas experiências como profissional do sexo, e do capítulo Destino Amargo no livro “Vidas Trans” (Astral Cultural, 2017), onde escreve sobre sua transição de gênero. Atualmente trabalha numa retradução do “Macbeth” de Shakespeare, buscando recuperar, em português, o aspecto bárbaro desses versos, mas em paralelo vai projetando um livro de poemas em pajubá e de ensaios transfeministas.

Capítulo 2 • 
A oficina passo-a-passo

Ou tópico a tópico, você decide

1 • pensando a palavra, matéria prima da escrita

2 • exercícios de escrita rápida, o ponto de partida

3 • a narração por múltiplos prismas (como narramos, como poderíamos)

4 • o texto se reinventando: era uma vez o mesmo

5 • conversa sobre os propósitos da literatura

6 • adensando a experimentação

7 • discussão de resultados e possibilidades

Gostou deste curso? Cadastre-se gratuitamente que a gente te liga!

uma oficina à vista no din din

R$ 165,00 

uma oficina em 1X no boleto

R$ 170,00 / Mês

uma oficina em 2X no cartão

R$ 90,00 / Mês

OFICINA DE ESCRITA COM AMARA MOIRA

Representação Trans na Literatura

Sábado
15/09

OFICINA COM NATALIA BORGES POLESSO

A Escrita Como Exercício

Domingo
16/09

MATRÍCULA NAS DUAS OFICINAS

R$ 399,00

Consulte formas de pagamento

Perguntas que você pode estar se fazendo

Se fizer essa oficina de escrita criativa, ganho certificado?

Sim! A Escrevo emite certificado para todos os cursos de escrita, palestras e oficinas ministrados, inclusive para o de Memória e Reescritura, com a Amara.

Qual a duração dessa oficina de escrita criativa?

A oficina de escrita criativa Memória e Reescritura, com a Amara Moira, tem duração de 4h.

Onde fica a Escrevo?

Se você decidir que quer fazer essa oficina de escrita criativa, os encontros serão na Rua Pedro Collere, 67 – Vila Izabel. Em Curitiba, no Paraná.

Ganharei algum material apostilado durante a oficina?

Na oficina Memória e Reescritura são feitas várias leituras, mas ela não tem apostilas. Todo o material de leitura e todos os exercícios feitos em aula serão disponibilizados digitalmente ou de forma impressa, dependendo do contexto.

Como posso conseguir um desconto para fazer essa oficina de escrita criativa?

Todas as turmas da Escrevo têm uma das vagas dedicadas a pessoas em situação de fragilidade econômica ou que por algum outro motivo não possam arcar com os custos do curso. Se você acredita que se encaixa nessa situação, entre em contato através do email oi@escrevo.etc.br.

Tem estacionamento na Escrevo?

A Escrevo fica numa casa, na Vila Izabel. É numa rua bem tranquila, então você pode parar o seu carro na frente da casa 🙂

Preciso de algum material para fazer essa oficina de escrita?

Aquele conjuntinho básico: papel e caneta (e se você não for dos viciados em caderninho e canetas de ponta fina, temos sulfite e esferográficas por aqui).

Endereço da Escola

Escrevo • Escola de Criação Ficcional
Telefone: (41) 3077 1604
Endereço: Pedro Collere, 55. Vila Izabel – Curitiba – PR – 80320-320
Email: oi@escrevo.etc.br